Faculdade de Santa Cruz da Bahia - FSC. 75 3251-4308 / 75 3251-1070. Campus I → Praça Flavio Silvany, N° 130, 2° andar, Itaberaba - BA. / Campus II → Rua Alfredo Haine, Nº 230, 1º Andar, Centro, Itaberaba - Bahia, CEP: 46880-000. Atendimento das 13h às 22h. ouvidoria@fsc.edu.br

BACHARELADO EM SERVIÇO SOCIAL

Portaria nº 276, de 30 de março de 2015, publicada no D.O.U de 31 de março de 2015

Total de vagas anuais: 100 (vagas)
Número de alunos por turma: 50 (cinqüenta)
Turnos de funcionamento: Noturno
Regime de matrícula: Crédito/Semestral
Carga horária total: 3.080 horas.
Integralização da carga horária: Mínimo de 8 e máximo de 12 semestres.
Valor da mensalidade: consultar nossos planos de desconto.

Objetivos do curso

O Curso de Bacharelado em Serviço Social da Faculdade de Santa Cruz da Bahia – FSC tem como objetivo formar profissionais com pensamentos críticos, criativos e investigativos, com visão multidisciplinar e sistêmica, agentes de mudança e desenvolvimento de políticas de inclusão social com perspectiva de valores éticos como principio formativo, assistentes sociais comprometidos com a inovação e a consciência ambiental capaz de alocar conhecimentos para o desenvolvimento do exercício da cidadania e do processo de democratização da sociedade brasileira, observando o mutante conjunto de variáveis sócio-políticas e econômicas, que atendam com atualidade técnico-científica as necessidades sociais de um país que se projeta pela capacidade de potencializar investimentos, no trato da realidade social.

Perfil do egresso

O Bacharel em Serviço Social será formado no convívio de novos paradigmas, identificando perspectivas sociais, econômicas, tecnológicas, acompanhando a dinâmica da realidade brasileira, visualizando desafios e perspectivas futuras com postura ética e com responsabilidade social, sem perder a dimensão das necessidades individuais e organizacionais no espaço onde atua. Cabe-lhe, especialmente, interpretar as expectativas sociais, econômicas, tecnológicas, detectando as necessidades de desvelar as diversas expressões da questão social no cotidiano da realidade social, a partir da contextualização crítica das contradições da sociedade.

O profissional do Serviço Social que se pretende formar deverá:

- Ter sólida formação humanista, com visão global e compreensão do meio social, político, econômico e cultural;
– Ter formação intelectual e cultural generalista crítica, atuante nas expressões da questão social, formulando e implementando propostas de intervenção para o seu enfrentamento;
– visualizar globalmente o universo da profissão e compreensão do meio social, político, econômico e cultural;
– compreender a contínua necessidade de aprendizagem, inovação e desenvolvimento da autoconfiança e capacidade de relacionamento ético;
– investigar e analisar criticamente a realidade e compreender as expressões da questão social, identificando os espaços sócio-ocupacionais e as possibilidades de intervenção profissional.
– Conceber, elaborar, monitorar e avaliar políticas sociais, bem como prestar serviços aos seus demandatários;
– comportar-se de forma diferenciada do anteriormente acostumado para obter respostas comportamentais mais consistentes com objetivos de eficiência, satisfação e segurança social (habilidade comportamental);
– desenvolver capacidade de interferir intencionalmente na sociedade, ou seja, de transformar objetivos, valores e conhecimentos em formas efetivas de ação (habilidades de ação);
– desenvolver consciência da provisoriedade do conhecimento e empenhado em sua formação continuada;
– gerenciar sistemas integrados de informações, contribuindo para a dinâmica e retorno qualitativo das informações;
– analisar circulação e fluxo da informação, planejar atividades, processos, estruturas e sistemas com base em critérios técnico-científico como fundamento de interpretação da realidade, possibilitando decifrar as diversas expressões da questão social.;
– comunicar-se eficazmente nos processos de relações interpessoais;
– saber operar com valores, formulações matemáticas, expressando-se de modo crítico e criativo frente a diferentes contextos organizacionais;
– criar, ter iniciativa e capacidade de negociação demonstrando atitudes flexíveis e de adaptação às novas e diferentes situações;
– Assessorar e prestar consultoria às instituições públicas e privadas, ao terceiro setor e aos movimentos sociais em matéria relacionada ao Serviço Social;
– capacidade de influenciar o comportamento do grupo, com ética, compromisso, responsabilidade e equidade orientando-se pelos interesses interpessoais e institucionais;
– interagir para o alcance de objetivos comuns, coordenar a dinâmica dos processos e trabalho de grupos sob sua responsabilidade, evidenciando a relevância da complementaridade e da qualidade das ações coletivas para a eficácia do trabalho dos grupos e da organização como um todo;
– expressar-se de modo critico e criativo frente aos problemas e demandas da sociedade,elaborando, executando, monitorando e avaliando planos, programas e projetos sociais.